Saiba como o peso do transporte no orçamento familiar vem ganhando relevância nos últimos anos.

O orçamento familiar é base para o futuro de uma nação, pois investimentos em educação e cultura aumentam sempre que a subsistência está garantida. Entretanto, recentemente uma inversão de valores causou espanto: pela primeira vez na história, os brasileiros destinaram uma parte maior do orçamento familiar para custear transportes em detrimento alimentação — é o que conclui a última pesquisa do IBOPE sobre o assunto.

Diferentemente do que ocorre no orçamento da alimentação “onde existem substituições possíveis”, no transporte isso não acontece. O brasileiro que se desloca de transporte público não consegue “pegar menos ônibus” ou “pegar um ônibus mais em conta” — e essa inversão nos alerta para a necessidade de desenvolver soluções para baratear esses custos ou promover alternativas.

Pensando justamente nestas substituições, nossa equipe ao longo dos anos se especializou na criação de uma plataforma para consolidar todos os modais possíveis e oferecer opções tanto para empresa quanto para o usuário. Como exemplo, pode-se dividir custos através da carona — já que grande parte das pessoas possuem veículo próprio, se deslocam sozinhas e arcam com custo de combustível, pedágio e manutenção — e que produzem impactos significativos no orçamento familiar.

Além disso a empresa, como polo gerador de transporte, pode estimular a divisão de custos nos aplicativos de corrida ou ajudar o usuário a encontrar um parceiro para viagens de bicicleta até o metrô/trem ou ao seu destino. Quando se trata de transporte ativo andar em dupla reduz o risco de acidentes de transito, pois os ciclistas se tornam mais visíveis.

O ultimo ano foi um ano foi importante para implantação do Home Office, mas para aqueles que não podem, a pandemia gerou uma insegurança referente ao contágio no transporte que estimulou muitas empresas a realizarem esforços para tirar seu funcionário do transporte público e colocá-lo no transporte privado. As alternativas demandam maiores investimentos: carro próprio, fretado ou de carros por aplicativo — e isso encarece os custos da empresa reduzindo a margem que ela tem inclusive para realizar novas contratações, com impactos diretos no mercado de trabalho e na produção.

Portanto, ao mesmo tempo em que a pesquisa de IBOPE indica um maior gasto de transporte para as famílias, no lado empresarial a conta também subiu, mas a pandemia criou oportunidades para redução de valores quando existem ações de gestão para tratar ociosidade de transporte gerada pelo Home Office. Como caso pratico, citamos uma situação recorrente e muito relevante no gerenciamento de fretados: muitas empresas, com objetivo de criar distanciamento em sua frota, simplesmente dobram a quantidade de ônibus disponíveis — e essa situação simplesmente dobra a ineficiência anterior, pois desconsidera pessoas em férias, home office e afastados. Se esse gerenciamento for feito de forma correta, a redução da empresa na conta de fretados pode chegar a valores superiores a 30%.

Sempre que nos deparamos com um grande desafio, ele nos ajuda a crescer, a buscar novas oportunidades e a exercitar a nossa criatividade em busca de soluções. A pesquisa Ibope indica que o brasileiro tem se adaptado à situação atual, remanejando seu orçamento para encontrar alternativas no consumo e sobreviver às diversas crises que constantemente nos assombram. Entretanto, é necessário que, como sociedade, busquemos juntos as melhores soluções para reverter esse placar e diminuir os custos de transporte para usuários e para empresa — gerando mais empregos e reduzindo seu impacto no orçamento familiar.

Saiba mais em: www.wiimove.com.br

Somos a mais completa plataforma de mobilidade corporativa do Brasil com produtos voltados para redução de custos e emissões de transporte.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store